4 de fev de 2012

Vidas amargas, Vidas sofridas - Mauro Teixeira de Souza


Vidas Amargas, Vidas sofridas

"Vidas amargas, Vidas sofridas
De mãos calejadas
E roupas cerzidas
De ombros caídos
E pernas enfraquecidas
De muito trabalho
E pouco salário
De muitas tristezas
E poucas alegrias

Vidas amargas, Vidas sofridas
De famílias faveladas
De pouca comida
E pouca mobília
Onde não se tem água
Nem energia

Vidas amargas, vidas sofridas
De botes alagados,
Malhadeiras furadas
E canoas vazias

Vidas amargas, vidas sofridas
De boates noturnas
De amizades fingidas
E falsas alegrias

Vidas amargas, vidas sofridas
Que choram desde a madrugada
Até ao romper do dia
A miséria é o seu viver
E a felicidade sua fantasia"


{Mauro Teixeira de Souza}


***

[Poesia presente no livro "Os Mais Belos Instantes da Vida"}

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caso comente anônimo, diga seu nome! =)