11 de fev de 2012

Justiça?


"Eles vêm com os Olhos Fechados", [é a canção por Autumn Tears], cuja letra tem um trecho que diz "Would they dry my endless tears?".


Pode-se ter diversas interpretações para isso, mas o mais importante é que saibamos de uma coisa: a justiça é falha e faz vista grossa para o que acontece.
            Esta imagem retrata a expulsão dos habitantes do Pinheirinho, em São José dos Campos. Mais detalhes sobre isso são facilmente encontrados no Google. 
           
         Crianças. Famílias. Animais - e quanto a esses, refiro-me aos próprios animais humanos, os que se sentem confortáveis com a audácia de tirar vidas.
            
        Invasão. Não é somente o que ocorreu na antiga fazenda, atualmente apelidada de "Pinheirinho" por simples civis, mas policias, MEROS TRABALHADORES CONTRATADOS POR NÓS, DO MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, e que deveriam fazer nada menos!.. que o seu trabalho, PROTEGER A COMUNIDADE.
          
        O que é proteger a comunidade? O que é justiça? O que é isso, população brasileira, por que nos contentamos com as notícias?
         
         E não ouse você dizer que há inocente nesse mundo que mereça morrer - e sem dúvida alguma, na habitação Pinheirinho há quem seja de má conduta, mas não me refiro a estes, que atualmente estão vivendo no centro da cidade, e fazendo protestos que colocam em risco a vida da outra parte da população - refiro-me, e REPITO, que refiro-me ao homem trabalhador, à mulher dona-de-casa, às crianças, nossas futuras eleitoras! 
Onde é que há justiça em tirar o que já não tinha da família que já deveria ter?

John Locke (1623-1704) bem dizia!... dos direitos naturais do homem.
É CABÍVEL que se retire do governo o governante que tira tudo de nós. E ainda insisto. Se o governo não trabalha a favor do Homem, então ele não trabalha. Pois é essa a função do Homem Público, e nada mais claro que isso. 

"Tell me what has become of my life
I have a wife and two children who love me
I am the victim of police brutality, now"
Michael Jackson


O que diria o rei do pop, aliás. Será que ele não escreveria outra canção? Porque quando sofríamos ditadura militar na nossa República Federativa do Brasil, os bravos que atacavam os tiranos eram acima de tudo artistas. Os compositores, os escritores, os poetas.
Por que acima de tudo? Porque, acima de tudo, os compositores, escritores e poetas tinham a possibilidade de passar para a Nação o que acontecia na época.

 Nós pagamos o policial que desce o porrete na população. Nós pagamos para isso.



                         REVOLTE-SE, POPULAÇÃO. NÃO SEJA MASSA, SEJA UNIDO. 


        

4 de fev de 2012

Vidas amargas, Vidas sofridas - Mauro Teixeira de Souza


Vidas Amargas, Vidas sofridas

"Vidas amargas, Vidas sofridas
De mãos calejadas
E roupas cerzidas
De ombros caídos
E pernas enfraquecidas
De muito trabalho
E pouco salário
De muitas tristezas
E poucas alegrias

Vidas amargas, Vidas sofridas
De famílias faveladas
De pouca comida
E pouca mobília
Onde não se tem água
Nem energia

Vidas amargas, vidas sofridas
De botes alagados,
Malhadeiras furadas
E canoas vazias

Vidas amargas, vidas sofridas
De boates noturnas
De amizades fingidas
E falsas alegrias

Vidas amargas, vidas sofridas
Que choram desde a madrugada
Até ao romper do dia
A miséria é o seu viver
E a felicidade sua fantasia"


{Mauro Teixeira de Souza}


***

[Poesia presente no livro "Os Mais Belos Instantes da Vida"}

1 de fev de 2012

Vidas

Depois da pergunta, tomou um copo d'água. A entrevista estava sendo proveitosa.
-Que interessante ter perguntado. Já te contei de uma história que eu ouvia quando jovem?
Aí começou o drama.
         
  "Primeiro que ela era uma chaminé. Além de chaminé, também era um carro, só pode ser. Maria Gasolina. Não por gostar de passear - que era um hábito não propriamente ruim - mas por gostar de álcool, e quem sabe um pouco de gasolina também, aquelas vodkas fermentadas. Mas não era isso, não era isso, não. 
            Era que uma vez ela chegou assim para mim, e disse assim para mim, assim, que mais queria era que essa criança nunca tivesse vindo. Vindo, vindo, a criança ainda não tinha, mas tava lá, no jeito. Aí para quem pensa assim, só pode. Um mês depois a encontrei com o maço inteiro na boca dizendo que tava feliz de ter se livrado  da 'zica'."

Depois mais um copo d'água.
-Queiram vocês saber o que houve depois! Dizem que quando essa moça chegou aos céus, e encontrou seu paraíso - que reza-a-lenda que ela conseguiu passar pelos portões da magnitude - ficou satisfeita nos Jardins de Glória. Aí, um belo dia, ela resolveu que queria descer, nascer, e voltar para a Terra. Chegou para um guardião dos portões, no Barco da Vida, e disse "eu quero descer".
                 O Guardião, como sendo são, sorriu e deixou que ela entrasse no barco. Alguns dias depois, o barco chegou à uma Costa de Praia e deixou todos os outros navegantes na Praia. A moça continuou lá, esperando que chamassem seu nome para descer do barco - que toda aquela viagem a deixava com enjoo.
                Depois de muitos e muitos dias, semanas ou até meses, uns cinco, contara ela nos dedos, ela chegou  à uma Ilha Sombria, com nunves carregadas e vermelhas, de areia grossa e muito pedregulho. Ela desceu do barco, mas antes de botar o pé na Ilha, olhou para o Guardião, e perguntou "por que estou aqui e não na Praia com os outros?". O Guardião reprovou com um gesto. Respondeu "Tu não vai nascer, não. Quando poderia, quis se perder no oceano da injustiça". E ela, meio confusa, "por que isso? Quando foi que me perdi, se era tu mesmo que me guiava?".
                O Guardião, num mero gesto de apreensão, sorriu "quando tinha a chance de usar o dom divino de dar a luz à uma linda criança, preferiu negar. Agora, tu não vai nascer, não, mas é porque fizeram isso contigo".


Lady Viana





Diga não ao aborto. Tenha responsabilidade.



Aborto não unicamente destruir cruelmente um feto ligado ao umbigo de uma mãe; é abandonar, negligenciar e levar ao sofrimento e morte aquele ser que um dia nasceu para ter chance de viver dignamente. Aborto é crime.



Acesse o blog Gritos Inocentes. Não seja alienado.

Lição para a Vida


"Se partirmos do pressuposto de que o que importa é o mundo material, seremos apenas pedaços de carne prontas para serem servidas. Não nos restará nada."
Lady Viana