11 de set de 2012

Erros

Não sei qual é o maior erro do ser humano. Para errar comigo, é simples! Subestime-me.




Basicamente, o que o mundo poderia fazer seria ter sede de conhecimento.Os recursos sempre serão poucos; não há dúvida.
Os recursos eram mais escassos ainda em tempos anteriores. Mas sempre há como chegar em conclusões que a si mesmo podem parecer concretas. E se estiverem erradas?
Ora, viva para isso. Viva para que estejam erradas. O bom de errar é assumir o erro, aprender o errado, discutir o certo, e adotar o novo.

Nunca despreze um pensamento - ainda que seja ignorante! - aprendi isso agora. Passarei a respeitar o
que os outros pensam, porque há certas coisas no mundo que mesmo os mais inteligentes não sabem.
Eles subestimam os jovens; eles os chamam de fracos! Mas fraco é aquele que fará o mundo, o SEU mundo em diante?

Não é fraco, é jovem - mas nunca, nunca, nunca creia que jovem é sinônimo de sem sabedoria. Há tanto conhecimento nessas cabeças modernas. Essas cabeças que conhecem a história, quem sabe mais do que elas?
Você que a viveu; você a conhece de outro lado, de outro ponto de vista. O jovem... o jovem conhece tudo. Certo ou errado.

Chegou a hora de aprendermos a ouvir?
Quem dirá se já não estamos atrasados?



Um comentário:

  1. Há jovens e jovens. Conheço alguns com a mentalidade tão aberta que deixaria Salomão orgulhoso.Infelizmente conheço outros que usam sua mente criativa para fazer o mal a outros jovens, praticar bulling, usar os faces da vida, orkuts, hi5 e outros, para instigar a violência, perseguir e difamar. A esses jovens, meu total desprezo.

    ResponderExcluir

Caso comente anônimo, diga seu nome! =)